DAR, ONG, Dreams Are Real, Luís Godinho, Mozambique
16 Out 2017

HUMOR PARA DAR

Pai, Mãe, fundei uma ONG!   Talvez seja sentimento de culpa. Talvez seja. A noção do privilégio fortuito de ter nascido num semi-paraíso. Ser ocidental, europeu, açoriano. Do hemisfério rico, do tempo agradável, da sociedade de consumo. Talvez seja outra coisa: punctum. O epicentro duma imagem marcante. A capacidade de

Luis Borges 1
FLO, Ovar, Paulo Moura, Luís Filipe Borges
09 Out 2017

Tantas vezes são poucos

Game Ovar   Viro à esquerda ao sair do restaurante e Paulo Moura confia. Foi-nos transmitido que o evento fica a menos de 5 minutos a pé. São meras duas curvas. Perco-me. Durante o curto rastreio de regresso ao norte, o jornalista conta-me – com a humildade de quem se

Luis Borges 0
16 Set 2017

O cinema é feito para idiotas!

Adoro descobrir filmes novos. Tanto, que dou por mim a demorar mais na decisão, do que o tempo que levo a ver a minha escolha. A antecipação de uma história bem contada, interpretações dos meus atores preferidos ou, até aqueles por quem não dou nada, como o Owen Wilson e,

Sara Santos 1
5pMN, RTP, Luís Filipe Borges, adeus, LFB, 5 para a Meia-Noite
07 Set 2017

ADEUS PELA SEGUNDA VEZ

Adeus de vez   39 directos. 90 minutos cada um. Duas temporadas. Praticamente um ano de trabalho. Terminou no dia 27 de Julho, com muito orgulho, o meu regresso ao 5pMN – desta vez como coordenador-criativo dum programa nascido há mais de 8 anos. E no qual acumulei mais funções

Luis Borges 0
crise, conto, baseado numa história verídica, LFB
25 Ago 2017

os dias do desespero

esboço de conto contemporâneo   Era 6ª feira e há quase uma semana que o homem passeava num bolso das calças o envelope por abrir. Remetentes: a empresa, o patrão. Destinatário: um infeliz orgulhoso ainda tentando caminhar firme sobre um chão feito súbito de fina esferovite. Na carta fechada residia

Luis Borges 0
Sr. Roubado, Portugal, políticos
16 Ago 2017

Sr. Roubado

Devia ser uma localidade bem maior   Gigantesca. Os costumes do país assim o exigem. E mesmo com direito a bandeira: a mão amiga do alheio a palmar a carteira do bolso detrás nas calças de um incauto contribuinte. O verde e o vermelho podiam contudo manter-se. Qual esfera armilar,

Luis Borges 0
moda lisboa, médio oriente, fashion, freak
14 Ago 2017

a moda lisboa e o médio oriente

perversas afinidades   Nas minhas esporádicas visitas à Moda Lisboa fico sempre intrigado com boa parte da fauna presente e não consigo deixar de ser assombrado pela questão: onde andam estes indivíduos no resto do ano? Não são modelos nem estilistas nem socialites. Mas uma interessante percentagem dos membros do público

Luis Borges 0
multibanco, crise
30 Jul 2017

o boneco e a crise

Ele era verde como a esperança, de grandes olhos expressivos e – se preciso – até sofria connosco. Abria os braços num esgar arreliado como quem está constrangido com a situação quando esta não ia de encontro aos desejos do interlocutor. Curiosamente, e apesar dos botins à arlequim igualmente verdes

Luis Borges 0
bullying
16 Jul 2017

qualquer dia mato-me outra vez

a partir duma notícia sobre uma vítima de bullying, inspirado numa história real   Ela não sabe bem que comprimidos eram, porque os rótulos variavam, nem tem a certeza de quantos foram, mas disseram-lhe que é um milagre estar viva. A mãe faz-lhe perguntas sobre o outro lado porque a

Luis Borges 0
3D, média, new media, simbologia
11 Jul 2017

a simulação de algo que nunca existiu

“As Baudrillard says, ‘something in all men profoundly rejoices in seeing a car burn’ (MP, 141). Thus, for Baudrillard, a counter-gift is always possible to a system which tries to replace, ignore or drown out with images and messages and consumer technologies that wich is inevitable: (…) In short, what

Luis Borges 0