01 Mai 2017

Saudades do Alentejo

Alentejo dos verões vádios A minha cabeça insiste para que voe de norte a sul. Insiste que deixe o meu conforto, a rotina dos dias, o tanto que sabe a pouco. Nunca fui de querer tanto. Não saberia o que fazer com ele.

Sara Santos 1
30 Abr 2017

To be beautiful, um espaço feito para nos mimar

Não sou muito feminina, jogo futebol e não costumo usar maquilhagem. é verdade, passam semanas sem que coloque base ou pó. As minhas amigas brincavam com o facto de ser a única que usava mais acetona do que verniz para pintar as unhas.

Sara Santos 0
24 Abr 2017

O milagre de São João

Chinelo no pé, sonhos na mão III 2ª feira, 10 de Abril. O nosso primeiro dia com carro em São Tomé. Um Dacia amolgado, com um terço de depósito, direcção torta e suspensão perra (descobriríamos, dias depois, que o pneu sobresselente estava mais careca que uma bola de bilhar).

Luis Borges 0
09 Abr 2017

Visitas nocturnas

Tempo para viajar Adormeço e acordo. Não tenho horas para o fazer. São agora quarto e meia e o Luís dorme de boca aberta e respiração perturbante. Um dia normal. Tento voltar a adormecer, mantenho-me imóvel a tentar enganar o corpo cansado. Talvez não dê por isso.

Sara Santos 0
mistério, ilha Terceira, Serra do Cume, Azores
27 Mar 2017

o mistério das 5 Ribeiras

quantas Lisboas caberiam na minha ilha? Não muitas, certamente. Não é uma ilha muito grande – seis, sete dias chegam e sobram para conhecer as suas maravilhas sem precisar de correr. São Miguel, terão de me perdoar os meus conterrâneos terceirenses mais bairristas, é uma ilha bem maior de tamanho

Luis Borges 0
gps, central park, poetry, autumn
26 Mar 2017

gps para o futuro

a páginas tantas   Ao acabar o enésimo livro de poesia, “The good neighbour” – de John Burnside (este uma prenda de anos), dou-me conta – ao pô-lo na estante dos seus companheiros de género – de um hábito antigo. As páginas que deixo dobradas no interior destes livros, pequenas

Luis Borges 0
22 Mar 2017

“vim para ajudar o grupo”

um craque desconhecido aterra (breve história duma fantasia) Tenho o fascínio dos aeroportos. Melhor: de um aeroporto. Mas não é por causa dos aviões, das viagens, nem sequer pelas hospedeiras que o aeroporto de Lisboa sempre me encantou.

Luis Borges 0
statue of liberty, NYC, USA, travel, pic, ferry, liberdade
17 Mar 2017

para a colecção de momentos perfeitos

A soma dos quais é o único tipo de felicidade que conheço. Há dias, numa noitada em casa de amigos, a filha mais nova despertou e começou a chorar. A mãe, que me ouvira confessar horas antes o desejo de paternidade, foi buscar a menina, 4 quilos e 40 dias

Luis Borges 0
13 Mar 2017

você tem cinco parágrafos de vida

é só fumaça Não foi por causa do cinema que comecei a fumar mas, por vezes, certos cigarros, talvez do fumo, do contexto ou das circunstâncias, fazem-me sentir no grande plano de um realizador noir qualquer. bem-aventuranças modernas Bem aventurados os amantes que cortam totalmente um com o outro, pois

0
bom na cama
11 Mar 2017

afinal o que é isso de ser Bom ou Mau na cama?

A melhor coisa para homens e mulheres é a monogamia em série    Isto é o que eu sei de carros: têm 4 rodas, um motor, e um sítio onde se mete uma pequena chave. Roda-se a chavita e depois guia-se. Com as mulheres sinto mais ou menos o mesmo.

Luis Borges 0