ADVOGADO DO DIABOSem categoria

Em defesa de uma amiga!

 

Sou mulher. Tenho vagina, seios, estrogénio e – imaginem só – poder de raciocínio. Quando ouço comentários absurdos sobre o êxito das minhas companheiras de género, apetece-me gritar bem alto.

A façanha aumenta quando são as próprias que se auto-mutilam. Porque nós, detentoras de uma vulva, só subimos degraus se usufruirmos do nosso potencial físico. Certo? Errado.

E ai de nós se não formos magras e maravilhosas, passamos a ser apenas extrovertidas e preguiçosas. A minha preguiça está em levantar-me meia hora mais cedo para tapar fendas do rosto.

Considerem a minha falta de elegância.Tenho prazer em comer. Há dias em que preciso de bolos e de enfardar um balde de pipocas. Choque! Tenho camisolas de homem e roupa usada. Dou gargalhadas em momentos impróprios porque sou humana e impulsiva. Também cago, acontece. Gosto de ler, o que me apetece. Danço em cuecas e sinto-me sensual ao fazê-lo. Mesmo que não o seja.

Adoro sexo. Jogo futebol, bebo cervejas, como tremoços e ainda sei andar de saltos. Não me interesso por assuntos para agradar e não domino as artes da falsidade.

Ter vagina é um ofício. Mas sou eu que dito as linhas da minha beleza. Sou eu quem decide o que cultivo na minha vida. Sou eu que me invento como se nunca tivesse sido vista. E o escólio deixa de importar. Converte-se num eco distante. Mulheres em defesa de uma amiga

O que resta são espirais de falsos sorrisos a esvoaçar sobre os ombros. Tudo isto se tolera até nos magoarem quem está por perto. Há dias uma amiga contava-me em desabafo como era criticada por ter alcançado o sucesso. Numa posição de chefia, que ponderava agora largar. Argumentava ter em causa a sua sanidade mental. As outras mulheres estavam agora do outro lado. De punhos erguidos e consciências deslavadas a criticar as mesmas ideias que haviam apoiado. 

Pergunto-me quem colocou as mulheres num campo de gladiadores. Como poderemos derrubar tectos de vidros se estamos ocupadas a competir pelo chão?  

Próximos destinos: Entrevista para a Human

 

Luís Filipe Borges, The Godfather, histórias, dinner, date, LFB, pic, interessante
Post anterior

4 histórias para Contar em Jantares e parecer Interessante!

porno, 5pMN, 5 para a Meia-Noite, nus, Nilton, Pedro Fernandes, Zé Pedro Vasconcelos, Nuno Markl, 5 para a Meia-Noite
Post seguinte

Vi uma cena incrível num filme porno. Mas incrível mesmo.

Sara Santos

Sara Santos

6 Comments

  1. Pedro
    18 Novembro, 2016 at 19:41 — Responder

    As mulheres e a inveja entre elas são as suas maiores inimigas… pois já não chegam “‘levarem”‘com os homens e a sua estupidez, têm também que apanhar com outras mulheres que por fraqueza não atingiram o.mesmo que elas e tocam a mandar abaixo!

  2. Amarilisse Ferreira
    21 Novembro, 2016 at 1:07 — Responder

    As.mulheres não são leais, são as primeiras a criticar outras mulheres que atingem o sucesso. Ouvem-se comentários como ; “subiu de certeza na horizontal “, sinto uma revolta enorme quando ouço estes comentários.
    As mulheres sobem na vertical, passo a passo, degrau a degrau!
    Temos que saber valorizar, dar o devido valor ao género, dar valor às mulheres que atingem os seus objetivos pessoais e profissionais com toda a força …e que tão difícil é!
    Deixem-se de merdas e de hipocrisia!
    Um beijo enorme para a sua amiga e para si com muito respeito!

  3. Ana
    21 Novembro, 2016 at 1:47 — Responder

    Mesmo! É triste mas é o que se vê por aí… Eu cá continuo a tentar ser alegre e manter – me sempre que possível no meu mundo só meu! E o pior, é que a maior parte dos comentários é só para se acharem melhores que a mulher que está ao lado… Para isso existe dois nomes, falta de autoestima e malvadeza gratuita -. – enfim, daqui uns 200 anos deve de estar melhor, espero pela minha próxima estadia.

  4. Miguel Pereira
    21 Novembro, 2016 at 23:28 — Responder

    Admiro as mulheres que preferem esse caminho mais difícil e longo. Não há dúvida alguma que a mulher tem algo de mágico. E até de transcendental para quem se limita só ao que os olhos nos ditam. É bem mais fácil ser-se superficial do que ser-se de todo. Ponto final. Mas como homem, sei que quero e amo exactamente o que tenho em casa. Uma mulher que odeia mulheres ( a maioria), não porque gosta de discutir as jogadas do último jogo do Benfica comigo, mas porque não suporta o fútil, o superficial e até o Benfica… E não se enganem, a minha mulher é de encher o olho, mas acima de tudo é uma mulher e não uma pequena. A verdade é que o mundo de hoje está cheio de futilidades,de caminhos fáceis e de pequenas. O certo foi ultrapassado pelo deslumbre e todos nós estamos sujeitos à mesma pressão, por tudo e por todos. Mas as Mulheres que elogio precisam de Homens e não de rapazolas que lhes dão tanto e nada ao mesmo tempo..Homens apreciam Mulheres, pequenos, pequenas. Passos grandes dão-se devagar, mas são bem mais fáceis se dados de mão dada. Grandes mulheres precisam de grandes homens e vice versa. Os seios e os testículos sofrem com a gravidade da mesma forma e para lá todos caminhamos. O fútil tem uma base muito mais fraca que o concreto, e não se enganem com o cimento que não sou brasileiro.

  5. Arturo Prazeres
    27 Novembro, 2016 at 10:49 — Responder

    Aos homens que leram esta verborréia: http://mgtow.com

  6. Carina Beleza
    9 Dezembro, 2016 at 19:38 — Responder

    Clap clap!
    Where do i sign?!
    *

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *