LIFESTYLE

Gracinda a redenção de xisto

Aldeias de Xisto

Gracinda começa a trabalhar nos primeiros suspiros de luz caminhando num passo apressado sobre um plantio quebrado. Ergue-se com a força do labor ao som de um rebanho impaciente.

Doutrina a modéstia contida no peso do trabalho. Com ela residem coloridos padrões de intelecto. Compreende para além de acervos serranos. Prende-se numa imperfeita filhó esculpida com artes de oleiro, em aventais retalhados e alguidares de plástico que alimentam porcos. Prendendo-se assim em mim.

Casas construídas em livros de xisto sobreposto. A aldeia. Protegida por muralhas de terra que se transpõem num ato de preservação de saberes. Árvores de folha caduca que se dissipam no horizonte.

As mentes mais preguiçosas aborrecem-se com este cenário rural. Talvez, por isso, não tenha mais que um punhado de amigos.

A serra apoia-se no passo de Gracinda que insiste em mimar os cães desamparados e que a todos intitula de “Dino”.

Acordou certa manhã e fez as malas. Partiu em direção à cidade porque queria ver o mar. A viagem foi estranhamente curta para quem nunca desejou em massa. Ao olhar um mundo maior que ela, elevou as escassas sobrancelhas e esfregou as mãos. “Como é grande”, pensou. E ouviu o berrar das cabras suplicando uma ordenha matinal. A aldeia respira e Gracinda abre os olhos.

Sara

Gracinda

Castanheira da Serra

Informamos os nossos passageiros que o texto lido foi escrito com vista sobre a Castanheira da Serra. Se olharem para baixo poderão avistar a aldeia.  Aconselho o uso da imaginação para olfactarem uma mescla entre queijo da serra, terra molhada, cabras e inocência.  Agradecemos a vossa preferência.

Cá em casa também gostamos de escrever sobre temas um pouco mais sérios até o Luís! Se vos suscita alguma curiosidade aconselho o texto A PIDE e um país vergonhosamente sem memória.

Post anterior

SHOTS À SEXTA

Post seguinte

MUDE e QUEDO - Quando a tua cara metade te dá 10 a zero

Sara Santos

Sara Santos

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *