LIFESTYLE

Visitas nocturnas

Tempo para viajar

Adormeço e acordo. Não tenho horas para o fazer. São agora quarto e meia e o Luís dorme de boca aberta e respiração perturbante. Um dia normal. Tento voltar a adormecer, mantenho-me imóvel a tentar enganar o corpo cansado. Talvez não dê por isso.

Faço um pequeno exercício que adquiri em miúda, numa altura em que o primeiro dia de aulas após umas férias de verão eram motivo de nervosismo. Imagino-me a viajar no tempo, sem Delorean ou Doctor Who. Aqui a fadiga lima o egocentrismo. Volto à adolescência, volto sempre para mim, na esperança de fazer melhor.

Pergunto-me se no futuro teremos esta possibilidade. Turismo no tempo. Vultos que nos assistem agora.  Não imagino uma afluência nesta noite de insónia. Talvez cá volte se a nostalgia ordenar. Sem interferências ou selfies. Apenas sombras.

Sara

Obrigada pelas várias mensagens de apoio ao blog! Voltámos em força

 

Post anterior

"nua por uma boa causa"

Post seguinte

Welcome a Borges foi até São Tomé

Sara Santos

Sara Santos

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *